Expo Japão de Londrina bate recorde de público e exalta espírito de coletividade

Na quinta-feira, público assistiu e interagiu com praticantes de bon odori na Acel (Fotos: Aldo Shiguti)

 

A Expo Japão 2022 terminou no último domingo, dia 19 de junho, com sensação de saudade. Realizado pela Acel – Associação Cultural e Esportiva de Londrina, o evento mobilizou mais de 200 voluntários que transformaram o campo de beisebol da associação em uma grande festa de confraternização que reuniu milhares de pessoas em torno de um propósito: preservar e divulgar a cultura japonesa.

“Em 2019, tivemos um público 30% maior se comparado a 2018 com 35 mil pessoas. Até então era o maior número de todas edições da Expo Japão. Neste ano, só no sábado (18), recebemos 12 mil pessoas aqui na Acel, um número surpreendente. Mesmo com um dia de chuva, superamos o recorde de público com 37 mil visitantes nos cinco dias de festa”, comemorou Luciano Matsumoto, coordenador geral do evento.

Apresentação do Ryukyu Koku Matsuri Daiko

 

Na noite de domingo, durante a cerimônia de encerramento da feira, Luciano Matsumoto destacou e agradeceu o trabalho voluntário da equipe organizadora do evento. “Esse trabalho foi construído por nossos antecessores, que começaram há mais de 60 anos com a originária Exposição Agrícola da ACEL, evento que deu origem à Expo Japão, e que hoje é considerada uma das maiores festividades nipo-brasileiras.”

Panorama – Durante os cinco dias de festa, a Expo Japão proporcionou aos visitantes um panorama da cultura japonesa através das artes e gastronomia.

O evento contou com o apoio de mais de 30 empresas patrocinadoras; mais de 50 espaços comercializados com expositores de diversas partes do país; 8 restaurantes para o atendimento ao público; mais de 35 horas de apresentações culturais; 30 grupos artísticos convidados; 6 palestras sobre sustentabilidade e inovação realizadas durante o 9º AgroInovatec; presença de mais de 300 crianças de escolas públicas; mais de 300 idosos também tiveram seu dia de festa na Expo Japão.

Público surpreendeu os organizadores quebra de recorde

 

Grupo Sansey encantou o público que compareceu à Acel

 

Autoridades destacam importância da Expo Japão

 

Realizada na quinta-feira (16), a cerimônia oficial de abertura da Expo Japão reuniu diversas autoridades na Acel – Associação Cultural e Esportiva de Londrina. Estiveram presentes, entre outros, a presidente da Acel, Luzia Yamashita Deliberador; o coordenador Luciano Matsumoto; o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati; o cônsul geral do Japão em Curitiba, Keiji Hamada; os deputados federais Luiz Nishimori e Lusia Canziani; o deputado estadual Tiago Amaral, os vereadores Eduardo Tominaga e Jairo Tamura e o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, Eduardo Suzuki.

Cerimônia de abertura com a presença de lideranças, políticos e autoridades

 

Destaque para a presença de uma comitiva de São Paulo, composta pelo presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura japonesa e de Assistência Social – Renato Ishikawa; e pelo presidente e vice do Bunkyo Rural (braço agrícola do Bunkyo), respectivamente, Nelson Kamitsuji e Celso Mizumoto.

Presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa discursa durante a cerimônia de abertura da Expo Japão (Foto: Pedro Matsuo)

 

Antes de iniciar sua fala, Luciano Matsumoto pediu um minuto de silêncio em memória aos amigos da Expo Japão e da Acel que partiram recentemente. Em seu discurso, ele lembrou que a Expo Japão já é uma das maiores festas da comunidade nikkei do Estado do Paraná e também do Brasil e destacou a importância dos voluntários para o sucesso da Expo Japão.

A cantora Susano Sano no palco da Expo Japão 2022 (Foto: Pedro Matsuo)

 

Tradição e modernidade – Primeira mulher a presidir a Acel em 66 anos de história, Luzia Yamashita ressaltou que a Expo Japão vem consolidar a tradição renovada com a modernidade e a tecnologia.

Visitantes conheceram o Japão moderno e o tradicional

 

Segundo ela, “a Expo Japão vem reafirmar nossa trajetória, alicerçada em valores milenares, nos traços elegantes dos quimonos e outras vestimentas típicas, na culinária primorosa que conquistou o mundo, nas cerimônias que perpetuam nossa cultura e na essência de cada cidadão com honra, coragem, lealdade e honestidade a reafirmar todas as virtudes de nossos antepassados”.

Ao Nippon Já, Luzia Yamashita também ressaltou o importante trabalho social da Expo Japão com idosos e crianças da rede pública de ensino, além de promover debates e ações para a sustentabilidade e para a inovação no campo.

Para Eduardo Suzuki são eventos como a Expo Japão que “ajudam a manter viva todas as tradições trazidas por nossos antepassados e repassados de geração em geração, como a ética e a dignidade que os pioneiros trouxeram do Japão”.

Participação do Grupo Sansey na programação da Expo Japão

 

Relacionamento – Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo, lembrou que a entidade foi fundada em 1955 com a missão de “representar a comunidade nipo-brasileira e promover a preservação e divulgação da cultura japonesa no Brasil e da brasileira no Japão, bem como incentivar e apoiar as iniciativas voltadas a esta finalidade”.

E como uma de suas metas, estabeleceu priorizar o relacionamento humano e entre as associações espalhadas pelo país com o intuito de fortalecer ainda mais a comunidade. Destacou ainda a importância da agricultura e do agrobusiness e ressaltou o trabalho do empresário e engenheiro agrônomo George Hiraiwa, ex-secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado do Paraná

Finalizando a série de discursos, o cônsul Keiji Hamada observou que era a primeira vez que participava da Expo Japão desde que assumiu o cargo, em 15 de outubro do ano passado. E a reafirmou seu compromisso em apoiar as atividades nikkeis.

Desfile e apresentação de quimonos foi uma das atrações da festa (Foto: Pedro Matsuo)

 

Voluntários – Ao Jornal Nippon Já, o prefeito Marcelo Belinati explicou que, “em parte, a comunidade japonesa é responsável por Londrina ser uma das melhores cidades do Brasil para se viver”. Segundo ele, a Expo Japão é organizada por entidades, instituições e pessoas totalmente voluntárias da comunidade japonesa”. “São eles que fazem esta festa linda e que leva o nome de Londrina para o Brasil e para o mundo”, disse o prefeito.

Já o deputado federal Luiz Nishimori, que no dia 14 de junho havia comandado uma Sessão Solene na Câmara dos Deputados, em Brasília, em Homenagem aos 114 Aos da Imigração, lembrou que o Paraná ficou dois anos sem a festa por conta da pandemia. “E este ano estamos vendo esta multidão, que comparece maciçamente para prestigiar as atrações e a comida japonesa”

 

Comitiva de SP participa da abertura da 59ª Exposição Agrícola

Renato Ishikawa (c) com dirigentes do Bunkyo Rural e da Acel

 

Além da cerimônia de abertura da Expo Japão, os membros da comitiva de São Paulo, formada pelo presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Renato Ishikawa, e o presidente e vice do Bunkyo Rural, respetivamente, Nelson Kamitsuji e Celso Mizumoto, prestigiaram também a abertura da 59ª Exposição Agrícola, realizada na mesma quinta-feira.

Renato Ishikawa destacou a importância do agrobusiness para o país e explicou que o Bunkyo conta com uma comissão rural, cujo objetivo é promover, por meio das atividades em diferentes regiões, a divulgação do grande avanço das inovações na zona rural em todo o país, levando o Bunkyo a ser reconhecido como líder catalisador para o desenvolvimento cultural e econômico.

Na ocasião, os organizadores prestaram uma homenagem ao produtor de flores Seitei Takemura, de 85 anos, que ficou conhecido pelo cultivo da rosa do deserto.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.