Governo Japonês homenageia ex-prefeito Bruno Covas

Marta Suplicy, cônsul, Tomás Covas, Ricardo Nunes e Aurélio Nomura

O Governo Japonês prestou uma homenagem ao ex-prefeito de São Paulo, Bruno Covas (1980-2021) com um Diploma de Gratidão. A honraria, concedida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, foi entregue nesta terça-feira (19) pelo cônsul geral do Japão em São Paulo, Ryosuke Kuwana, ao filho de Bruno Covas, Tomás Covas, no Gabinete do Prefeito.

Estiveram presentes o prefeito Ricardo Nunes, o cônsul para Assuntos Políticos e Gerais, Hiroyuki Ide; a secretária de Relações Internacionais da Cidade de São Paulo, Marta Suplicy; e o secretário-adjunto da pasta, embaixador Fernando de Mello Barreto; e o diretor presidente da SPTuris, Gustavo Pires.

O cônsul lembrou que a homenagem era para ter sido entregue pessoalmente, o que, infelizmente, acabou não sendo possível. Ryosuke Kuwana explicou que o diploma expressa o sentimento de gratidão do governo japonês pelo trabalho de Bruno Covas em prol das relações de amizade entre a cidade de São Paulo e o Japão.

Cônsul geral do Japão lê dizeres do Diploma de Gratidão concedido pelo Mofa ao ex-prefeito de SP

Referências – Um dos articuladores da homenagem, Aurélio Nomura destacou a participação do ex-cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi na homenagem e elencou algumas contribuições de Bruno Covas em prol da comunidade nikkei, como o empenho para a manutenção do Bosque das Cerejeiras do Parque do Carmo (na zona Leste), administrado pela Federação de Sakura e Ipê do Brasil; do Pavilhão Japonês e do Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos – os dois últimos localizados no Parque do Ibirapuera (zona Sul) e administrados, respectivamente, pelo Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – e pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil).

“São referências da presença japonesa no Estado de São Paulo e que traria muito prejuízo para nós se os perdêssemos”, comentou o vereador, que citou ainda o trabalho de Bruno Covas para regularizar o Hospital Japonês Santa Cruz.

Ricardo Nunes disse que é um “orgulho” para São Paulo ter a maior comunidade japonesa fora do Japão. “Os japoneses têm uma característica pouco utilizada pelo ser humano, que é a gratidão. E podem ter certeza que essa homenagem representa muito não só para os paulistanos como também para os paulistas”, destacou o prefeito.

Apreço – Ao jornal Nippon Já, Tomás Covas disse que era uma honra receber a homenagem em nome do pai, “que sempre defendeu não só a comunidade japonesa como todas as outras comunidades que contribuíram para o desenvolvimento de São Paulo”. “Ele tinha um apreço pela comunidade nikkei e sempre respeitou muito os valores japoneses”, disse Tomás.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.