Japan House desembarca no nordeste e apresenta exposição fotográfica do artista Naoki Ishikawa

(Fotos: Rodolfo Loepert)

 

Dedicada a apresentar a cultura japonesa no Brasil e América Latina, a Japan House São Paulo desembarca pela primeira vez no Nordeste brasileiro, escolhendo o Recife para estender a itinerância da exposição “Japonésia” pelo país.  Após passar por São Paulo, Curitiba e Belém, a festejada mostra do jovem fotógrafo japonês Naoki Ishikawa – que apresenta as particularidades e diversidade de paisagens e cultura do Japão – ganha agenda no museu Cais do Sertão, entre 22 de junho e 28 de agosto. Com apoio do Consulado Geral do Japão em Recife, a realização é uma parceria da Japan House São Paulo com o Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer, Empetur e Cais do Sertão. Desde 2021, para ampliar a difusão da cultura japonesa a Japan House São Paulo tem intensificado seu programa de itinerância de exposições por meio de parcerias inéditas com instituições do Brasil e América Latina.

Concebida e apresentada pela Japan House São Paulo pela primeira vez em 2020, a individual de Naoki Ishikawa – considerado um dos artistas mais relevantes no cenário atual da fotografia no Japão – reúne 74 fotografias que lançam luzes sobre mais de 20 ilhas do arquipélago japonês, propondo uma verdadeira expedição por um Japão plural e enfatizando a relação intrínseca do país com a natureza, focando em elementos como mar e Monte Fuji. Este último, possui um núcleo exclusivo na mostra com fotografias que são fruto de uma escalada que o artista realizou em 2008. O nome Japonésia, a propósito, deriva de um termo criado pelo escritor japonês Toshio Shimao, com a intenção de enfatizar a configuração de seu país como um arquipélago.

 

Naoki Ishikawa é conhecido por trazer um olhar singular para a interação entre a natureza e a presença humana e seus traços culturais nesses locais. Ele possui extensa jornada artística, trazendo na bagagem exposições de sucesso pelo continente asiático e pelo Estados Unidos, além de reunir premiações como a da The Photographic Society of Japanna categoria Lifetime Achievement Award, consolidando sua carreira.

“Os trabalhos de Naoki Ishikawa reforçam a forte ligação do Japão com o mar, além de evidenciar a diversidade das paisagens naturais particulares de cada região. É um belíssimo trabalho de um artista que nos faz sentir parte das suas descobertas. Apresentar esta mostra em Recife tem um simbolismo muito especial, pois estamos falando de similaridades, de uma cidade que além de notória efervescência na produção e consumo artístico, tem uma relação peculiar com o objeto central da mostra: a água”, pontua Natasha Barzaghi Geenen, diretora Cultural da Japan House São Paulo e curadora da exposição.

As fotografias que compõem a exposição foram impressas no Japão sob o método direto do negativo para o papel, sem passar pela digitalização, o que destaca ainda mais as cores originais das fotografias. A expografia ainda inclui áudios gravados a partir de textos escritos pelo próprio artista, aproximando o público de Naoki Ishikawa, que traz uma dimensão afetiva e geográfica para cada um dos conjuntos de fotografias exibidos.

 

Para Eric Klug, presidente da Japan House São Paulo, a presença da instituição pela primeira vez no Nordeste, viabilizada pela parceria com o Governo de Pernambuco, via Secretaria de Turismo e Lazer, Empetur e Cais do Sertão, representa um dos passos que a instituição japonesa vem dando para a construção de laços e relações com o Estado e a sua capital. “A Japan House São Paulo é uma plataforma para difundir a cultura japonesa em inúmeras frentes incluindo as artes, turismo, educação, tecnologia e negócios. Seja em sua sede em São Paulo, em suas itinerâncias pelo Brasil e América do Sul ou em seu rico conteúdo online. Passar a contar com o Recife para ampliar essa capilaridade, num fluxo de trocas, nos deixa entusiasmados para projetos futuros em nossos variados eixos de atuação”, declara Klug.

Exposição Japonésia

Onde: Museu Cais do Sertão (Av. Alfredo Lisboa, Armazém 10, Bairro do Recife)

Quando: de 22 de junho a 26 de agosto

Horário: terça a sexta, das 10h às 16h; sábado, domingo e feriados, das 11h às 17h

Valor: R$ 10 / R$ 5 (meia entrada). Acesso gratuito às terças-feiras

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.